Subscrever Newsletter APS:

Bem vindo à sua área reservada

Autentique-se para aceder!

Se estiver autenticado aparecerá informação adicional neste painel.

Exemplo de como aceder à área reservada da APS.
Na caixa de texto (canto superior direito da página) coloque no nome de utilizador o seguinte:
S_APS_(o seu nº de sócio) e como palavra-passe coloque o seu nome próprio seguido do nº de sócio.
Imagine o sócio Telmo Portugal com o nº de sócio 999999:
S_APS_999999
TELMO999999
Ínicio >

Agenda

Bolsas - Concursos - Trabalho

2015-04-26

Estágio de Investigação no CIES-IUL (temática do Tráfico de Seres Humanos (TSH) em Portugal)

Encontra-se aberto o concurso para 1 estágio de investigação no ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), através do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES), nas seguintes condições:

Descrição do Projeto
O estagiário será integrado nas atividades previstas no âmbito do projeto de criação de uma base de dados sobre a temática do Tráfico de Seres Humanos (TSH) em Portugal do CIES, ISCTE-IUL e do OTSH-Observatório do Trafico de Seres Humanos.

Área Científica  
Ciências Sociais.

Requisitos de admissão
- Licenciatura na área das Ciências Sociais, preferivelmente em Sociologia, Antropologia História ou Biblioteconomia.
-  Interesse e capacidade de busca e seleção em bases de dados e análise bibliográfica.
- Interesse no estudo e/ou experiências de trabalho nas temáticas do tráfico de seres humanos, da prostituição e/ou das migrações;
- Domínio escrito da língua Inglês.

Duração e Tempo de trabalho
3 ou 4 meses[1] (maio a setembro com interrupção durante o mês de agosto), renovável nos termos do “Regulamento de Estágios de Investigação do CIES-IUL”.
A carga horaria semanal situar-se à entre as 15 e as 18 horas.

Cessação do estágio
O estágio de investigação pode ser cessado nos termos “Regulamento de Estágios de Investigação do CIES-IUL”.

Plano de trabalhos do estagiário
No decurso do estágio, o estagiário realizará as seguintes tarefas:
a)    Pesquisa bibliográfica em bases de dados e pesquisa de material em linha sobre o tráfico de seres humanos em Portugal enquanto país de origem, trânsito e destino. A pesquisa incluirá os seguintes tipos de publicação: (a) teses de mestrado e de doutoramento, (b) livros e artigos em revistas (c) outras publicações (relatórios técnicos, relatórios de investigação, relatórios do Governo, white papers e documentos similares).
b)    Indexação da literatura recolhida.

Local de trabalho
O trabalho será desenvolvido nas instalações do ISCTE-IUL ou noutros locais necessários à execução do plano de trabalhos, sob a orientação científica do investigador responsável.

Supervisão
Mara Clemente

Benefícios do estagiário
No decurso do estágio o estagiário terá os seguintes benefícios:
a)    Participação nas atividades do projeto de criação de uma base de dados sobre a temática do Tráfico de Seres Humanos (TSH) em Portugal do CIES, ISCTE-IUL e do OTSH-Observatório do Trafico de Seres Humanos.
b)    Possibilidade de colaborar num artigo científico com a sua coautoria, em função do trabalho realizado.
c)    Cobertura por um seguro contra acidentes ocorridos no curso do estágio.

Forma de apresentação da candidatura
As candidaturas devem ser formalizadas através do envio de uma carta de motivação acompanhada do curriculum vitae.
As candidaturas deverão ser enviadas por via eletrónica para o endereço mara.clemente@iscte.pt indicando no assunto “Estágio TSH base de dados”.

Prazo limite de apresentação de candidatura: 26 de abril de 2015.

Métodos de seleção: a seleção dos candidatos será feita com base no curriculum vitae e entrevista do candidato.

Forma de notificação dos resultados: os resultados finais da avaliação serão notificados através de correio eletrónico.

[ Informação Raquel Cruz, Gabinete de Comunicação e Planeamento do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL) ]