Lisboa a 13 e 14 de Novembro de 2024

Short call:

A Conferência LIFE tem como objetivo criar um espaço de discussão crítica sobre os desafios e oportunidades do estudo de múltiplas vulnerabilidades a partir de diferentes disciplinas e utilizando diferentes metodologias.  A Conferência LIFE pretende estimular o debate sobre abordagens conceptuais e estratégias metodológicas para o estudo aprofundado da vulnerabilidade em diferentes contextos. Embora tenham sido adoptados vários métodos para medir a vulnerabilidade, a dimensão subjectiva do conceito e a ênfase na agência dos grupos vulneráveis têm desafiado as metodologias convencionais e apelado a abordagens inovadoras. No entanto, a forma de estudar a vulnerabilidade tem sido menos debatida nas ciências sociais. As abordagens visuais, criativas, sensoriais e participativas podem ser estrategicamente utilizadas para estudar a vulnerabilidade. Esta discussão é de extrema importância, uma vez que precisamos de repensar e reinventar os métodos que escolhemos para aumentar a riqueza dos dados que recolhemos.  Convidamos trabalhos teóricos e empíricos sobre abordagens conceptuais e metodológicas da vulnerabilidade. Os desafios conceptuais à investigação da vulnerabilidade, os estudos empíricos e sobretudo as inovações metodológicas são prioritários.

Oradores principais:
Ayo Wahlberg & Mario Cardano

Convite à apresentação de comunicações:
Por favor, envie o seu resumo (máx. 200 palavras) até 15 de junho de 2024 para sofia.aboim@ics.ulisboa.pt e patriciahilario@gmail.com . Os resumos podem ser apresentados em inglês ou português. As decisões serão enviadas por correio eletrónico até 15 de julho de 2024.

Organização: 

Grupo de Investigação LIFE – Sofia Aboim, Ana Patrícia Hilário,

Local do evento: 

Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Lisboa, Portugal

Língua:
Português e inglês serão as línguas da Conferência LIFE.

Custos:
A conferência não tem custos.

Quem pode participar?
A Conferência LIFE está aberta a tod@s os interessad@s em debater as vulnerabilidades múltiplas nas ciências sociais. São bem-vindas submissões de estudantes de doutoramento e investigador@s em início de carreira.