Associação Portuguesa de Sociologia|aps@aps.pt

Seminário Internacional “Participação política: modalidades e perspectivas”

//Seminário Internacional “Participação política: modalidades e perspectivas”

Seminário Internacional “Participação política: modalidades e perspectivas”

14 – 15 novembro 2018 | ISCTE-IUL

Entrada Livre

Programa

10:00h – Abertura: Homenagem a Britta Baumgarten (Auditório Professor J J Laginha – piso 1 Edifício I- ISCTE)

10:30h – Mesa-Redonda: Modalidades de participação política no Brasil e em Portugal: protestos e orçamentos participativos (Auditório Professor J J Laginha – piso 1 Edifício I- ISCTE)

  • Protestos no Brasil e impactos na política. Julian Borba (UFSC/Brasil)
  • A participação da cidadania na regeneração urbana: modelos locais e internacionais em Lisboa. Roberto Falanga co-PI do projeto H2020 “Rock” (ICS-ULisboa)
  • Orçamentos Participativos no Brasil e em Portugal. Lígia Lüchmann (UFSC/Brasil)
  • Associativismo no Brasil e em Portugal. Luana Taborda (UFSC/Brasil)

14:00 às 18:00h –Apresentação nos Grupos de Trabalho (GT)

GT1: Participação Institucional (Auditório Silva Leal – Piso 1 – Ala Autônoma ISCTE)

GT2: Modalidades e inovações da participação (Sala AA328 – Piso 3 -Ala Autônoma ISCTE)

15 novembro

14:30h – Mesa-Redonda: Perspectivas e desafios nos estudos sobre participação política (Auditório B103 – Piso I – Edifício II ISCTE)

  • Quando a “participação por convite” adopta uma visão ecosistemica: esforços e ambiguidades de algumas experiências internacionais. Giovanni Allegretti (CES/Coimbra)
  • Artes de rua: política, activismo e resistência. Ricardo Campos (CICS.NOVA/UNL)
  • Trajetórias, coletivos e outras formas de ativismo político. Ernesto Seidl (UFSC/Brasil)
  • Expressões artísticas e políticas na Afro-Lisboa. Otávio Raposo (CIES-IUL / ISCTE-IUL)

Lançamento do livro “Participação Política no Brasil e em Portugal”

Grupos de Trabalho (GTs)

GT1: “Participação Institucional”: este GT concentra-se nas modalidades de participação eleitoral, por um lado, e nas modalidades e experiências de participação da sociedade civil na política institucional, por outro. Discute condições, modelos e características da participação política em vários países, abordando conceitos teóricos e casos empíricos.

GT2: “Modalidades e inovações da participação”: este GT está voltado para estudos sobre movimentos sociais e sobre modalidades recentes de mobilização e de protestos, incluindo a participação online. As tensões e confrontos entre formas consideradas “tradicionais” e “modernas” compõem um dos eixos de interesse do grupo, assim como a discussão sobre ferramentas conceituais e metodológicas para estudá-los.

14 novembro – 14:00 às 18:00h

GT1: Participação Institucional (Auditório Silva Leal – Piso 1 – Ala Autônoma ISCTE)

14:00 – Da insatisfação coletiva à participação pública na saúde: como transformar “mais participação em melhor saúde”? Ana Raquel Matos (CES, Coimbra); Margarida Santos (CIS, ISCTE-IUL); Sofia Crisóstomo (CIES, ISCTE-IUL)

14:20 – Experiências conselhistas no Brasil. Cultura política e participação social. Giane Souza (UFSC, Brasil)

14:40 – Burocracia e participação na gestão do meio ambiente. Augusto de Oliveira Tavares (UnB, Brasil)

15:00 – Participação política institucional: o associativismo religioso em análise. Luana Taborda (UFSC, Brasil)

15:20 – Pausa e Debate

16:20 – Independentes no poder local: um fenómeno crescente. Maria Antónia Pires de Almeida (CIES, ISCTE)

16:40 – Political Participation Within Political Parties. Julian Lechner (University of Trier, Germany)

17:00 – “None represent us” or “Power to the People!”? Alternative or challenge to representation in the abstention or participation of social centers in the 2018 Italian elections. Federica Frazzetta; Gianni Piazza (University of Catania, Italy)

17:20 – Debate

 

GT2: Modalidades e inovações da participação (Sala AA328 Piso 3 – Ala Autônoma ISCTE)

14:00 – Politics in Austerity: strategic interactions between social movements and institutional actors in Portugal, 2010-2015. Guya Accornero e Pedro Ramos Pinto (CIES, ISCTE-IUL)

14:20 – New Generations, Old Stories? Political Participation and Its Preconditions in Central and Eastern Europe. Tobias Spöri (University of Vienna)

14:40 – Creating Critical Citizens? The Causal Effect of Protest Actions on Public Opinion. Vicente Valentim (European University Institute)

15:00 – The Affect of the Ghazwa: Clashing as Political Participation. Ahmed Saleh (Freie Universitat, Berlin)

15:20 – Patterns of Protest in Portugal, 2000-2017: Continuity and Change. Tiago Fernandes; Claudia Araújo; Isabel Gorjão Santos (Universidade NovadeLisboa)

15:40 – Pausa e Debate

16:20 – Contágio emocional em páginas do Facebook e o seu papel nos protestos do Brasil Contemporâneo. Maria Alice S. Ferreira (UFMG/CES)

16:40 – A atuação do movimento feminista brasileiro no Legislativo federal: caso da Lei Maria da Penha. Renata Rodrigues Carone (UNICAMP/UL)

17:00 – “Nem tão igual mas nem tão diferente”: categorizando ações políticas no ambiente online através de um mapa conceitual da participação política. Jaqueline Resmini Hansen (UFMG; CIES/IUL)

17:20 – Debate

2018-11-07T18:42:58+00:00
Free WordPress Themes, Free Android Games